Blog

24/03/2020

Mercado da BELEZA e ESTÉTICA

Não é novidade, que o mercado de Beleza e Estética, é um dos mais promissores atualmente, e que ainda possui muitas áreas a serem exploradas. Um dos principais motivos foram a criação de NORMAS TÉCNICAS e SANITÁRIAS específicas para empresas deste seguimento. Estas normas, são regulamentações sanitárias, que antes eram muito vagas e que a partir da criação da figura do MEI – Micro Empreendedor Individual, a ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, estabeleceu regras para a regulamentação de empreendimentos voltados para a ESTÉTICA.

Com a criação da Lei Complementar 123, de 14 de Dezembro de 2006, A lei do MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL – MEI, os proprietários de Salão de Beleza e Estética, deixaram a informalidade da profissão, para se organizarem como EMPRESAS.

Outro fator, que justifica o crescimento deste seguimento de mercado, é a participação massiva de mulheres, que abandonaram postos de trabalho, para se aventurar na criação empresas, que em muitos casos, passaram a ser a renda principal de várias famílias. Para se ter uma ideia do poder econômico da participação das mulheres do mercado, a cada 100 empresas abertas no Brasil, 34 são abertas por mulheres.

 

Voltando a falar sobre o mercado de BELEZA & ESTÉTICA, mesmo com o recuo da economia global, estudos mostram que as pessoas optam em cortar gastos com lazer, por exemplo, ao invés de cortar gastos com sua beleza e bem estar.

Isto justifica o alto desempenho o setor de SERVIÇOS DE ESTÉTICA, e que fomenta o crescimento de outros setores da economia, como por exemplo:

                   - Indústria de cosméticos, e, itens para equipar salões de beleza, como: móveis, equipamentos; eletro-eletrônico; além das tradicionais tesouras, toalhas, pentes, etc...

                   - Comércio de cosméticos; e, itens para equipar salões de beleza, como: móveis, equipamentos; eletro-eletrônico; além das tradicionais tesouras, toalhas, pentes, etc...

 

Com a expansão da cadeia produtiva, que envolve os serviços de BELEZA e ESTÉTICA, veio também a necessidade de criação de cursos de capacitação, para que os profissionais que atuam neste mercado possam estar, habilitados e atender as exigências da Lei 13.643, de 02 de Abril de 2018. Que entre outras diretrizes, estabelece os critérios para o profissional da área da BELEZA e ESTÉTICA, atuar no mercado, como por exemplo: Formação Técnica Específica, para atuação na área e também, para uso de determinadas técnicas, como é o caso da Acupuntura e também de determinados equipamentos, que estão cada vez mais comuns em salões de beleza, como é o caso de equipamentos a lazer por exemplo.

 

Falando em números; a ABIHPEC – Associação Brasileira de Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, nos apresenta alguns dados interessantes:

                   - Nos últimos 5 anos, o mercado de BELEZA e ESTÉTICA, cresceu 567% no Brasil;

                   - A cinco anos atrás, eram 72 mil profissionais atuando neste mercado, em 2019 este número passou para 480 mil profissionais;

                   - Em 2019 o setor movimentou 47,5 bilhões de Reais, ou seja, 1,8% do PIB – Produto Interno Bruno, brasileiro.

 

A expansão e democratização das mídias sociais, como Facebook e Instagram, tornou o ambiente virtual uma ótima ferramenta para empreendimentos do seguimento de BELEZA e ESTÉTICA. Estas ferramentas são voltadas a atender um público cada vez maior, o de pequenos empreendedores, que buscam na internet uma forma de complementar ou buscar a sua renda. O uso das mídias sociais é essencial também para o pequeno empreendedor, pois é uma ótima forma de divulgar seu trabalho, seu ponto comercial, técnicas aplicas e principalmente estabelece um canal de comunicação com seu cliente. 

Diante deste quadro animador, favorável ao investimento, será inevitável também o número de empresas atuando no mercado, e, consequentemente, maior concorrência entre os estabelecimentos. E cada vez mais a credibilidade do profissional, ganha maior importância. A capacitação constante, busca de novos produtos e serviços e principalmente o cumprimento das normas sanitárias, será fator decisivo para o sucesso do empreendimento.

 

Tiago Leal, é consultor de micro e pequenas empresas, atua no mercado a 20 anos, e ministra o curso de EMPREENDEDORISMO, para estabelecimentos de BELEZA e ESTÉTICA, aqui na escola.

 

ANIS Empreendimentos Criativos

Tiago Leal

(47) 9.8906-6910

Compartilhar

Cursos Relacionados

Período: 23/04/2020 - 25/02/2021
Horário: 18:45 às 21:45
Dias da Semana: Qui
Período: 25/04/2020 - 26/04/2020
Horário: 08:00 às 17:00
Dias da Semana: Dom, Sáb
Período: 16/05/2020 - 07/08/2022
Horário: 08:00 às 17:00
Dias da Semana: Dom, Sáb